quinta-feira, 25 de julho de 2013

15 - A verdade nos liberta do que queremos ficar presos

Demi

Eu entrei no quarto e olhei o Joe por um segundo.
- Você ta bem? – perguntei.
- Porque você carrega uma arma?
- Joe é uma longa história.
- Eu quero saber
Eu respirei fundo e contei tudo para ele. Da verdade sobre como meu pai morreu, ate a verdade sobre como ganhei o concurso.
- Você acha que eu vou acreditar nisso? – ele perguntou aparentemente bravo.
- É a verdade. Eu juro.
- Tudo bem. Então você trabalha para a CIA. – ele disse em tom de deboche.
- Assim como o meu pai trabalhou
- E o sonho da minha vida é ser faxineiro.
- Joe você tem que acreditar em mim.
- Me prove o que você diz e eu passo a acreditar.
- Tudo bem. – eu disse já com um plano em mente. – Assim que você sair daqui.
- E porque não agora?
- Porque eu não posso te tirar de um hospital.
- Poderia se trabalha-se na CIA.
- Joe, por favor.
- Saia daqui.
- O que?
- Sai daqui Demetria! Acabou! Chega de mentir! Você não trabalha pra CIA! E não me interessa mais porque você carrega uma arma. Só quero que você fique longe de mim! – ele gritava – Não quero sua amizade, muito menos te quero como minha namorada. Ate onde eu sei você pode ate mesmo ser uma assassina profissional.
- Joe, por favor. – eu disse chorando – Não faz isso.
- Me esquece Demetria. Some daqui. É o melhor pra nós dois.
- Mas Joe...
- Você não confia em mim, ou me contaria a verdade. E eu, sinceramente, não confio mais em você.
- Eu te contei a verdade Joseph!
- Some da minha frente! – ele gritou.

Joe

Eu não agüentava vê-la chorando daquele jeito, mas eu também não conseguia confiar nela.

- Porque Joe?
- Você mentiu para mim.
- Eu não podia fazer nada! Era, ou melhor, é parte do meu trabalho.
- Para com isso. – eu não acredito que ela ia continuar com essa história – Porque você não para de mentir?
- Porque essa é a verdade.
- Só me responde uma coisa. Quando você dizia que me amava, também era mentira?
- Eu nunca menti sobre isso. – ela me disse olhando nos meus olhos, e eu pude sentir a sinceridade em suas palavras – Eu realmente te amo.
Quando ela se aproximou eu a mandei embora e ela foi.

Chorando, mas foi.




Capitulo triste, mas, necessario. :(

Um comentário:

  1. OMG! Capítulo perfeito, porém triste. :(
    Posta logo!
    Bjoxs ><

    ResponderExcluir